Fake news que confundiram a cabeça dos brasileiros

Você já ouvir falar que uma mentira repetida mil vezes torna-se uma verdade? Com a popularização da internet e das redes sociais essas mentiras já não precisam ser repetidas à exaustação. Basta que uma informação alcance um grande número de pessoas para que instantaneamente ela seja considerada como verdade, pelo menos para algumas pessoas.

Por mais que a palavra fake news (termo em inglês traduzido como notícia falsa) seja usada com mais intensidade nos últimos anos, as histórias falsas se perdem no tempo. Muitos desses casos tornaram-se famosos pelas suas especificidades ou por causarem malefícios para alguém. Relembre algumas notícias falsas brasileiras famosas:

 

  • FANTASMA NO IML

Em março de 2017, circulou nas redes sociais o vídeo de um suposto fantasma vagando pelo Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá. Em apenas 24 horas, a publicação foi vista mais de três milhões de vezes e a história foi noticiada em diversos veículos de comunicação.

O assunto assustador logo viralizou (termo utilizado para quando algo tem efeito viral e atinge um grande número de pessoas) e as suposições sobre o caso aumentaram. Não demorou muito para que a história fosse desvendada. O fantasma do IML nada mais era que um vídeo manipulado, gravado em uma escola do Paraná, e não em Mato Grosso, como noticiado.

 

  • ENEM CANCELADO

Em 2012, às vésperas da realização das provas do Enem, circulou nas redes sociais a hashtag #ENEM2012cancelado. Em pouco tempo o assunto tornou-se o mais comentado e a informação causou desespero em muitas pessoas que aguardavam a realização das provas.

As notícias circularam com links do Enem de 2009, ano em que o exame foi realmente cancelado e adiado após as provas vazarem na internet. Os usuários que liam somente o título, compartilharam a notícia, que logo viralizou e se tornou um dos grandes exemplos de fake news dos últimos tempos.

O acontecimento, no entanto, não passou de uma brincadeira de usuários do Twitter. Os veículos de comunicação que noticiaram a farsa logo se retraram e o caso foi parar na Polícia Federal.

 

  • POMBOS NA CERVEJA

Em março de 2017 foi deflagrada a terceira fase da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal e que revelou a existência de um esquema de comércio de carne adulterada. As informações que tomaram conta do noticiário nacional e internacional causaram espanto e serviram de campo fértil para a produção de fake news.

Uma dessas notícias falsas está relacionada com um vídeo que circulou nas redes sociais que mostra pombos sendo sugados e moídos juntos a grãos. Com o vídeo surgiu a história de que a gravação era de dentro de uma grande cervejaria brasileira, e que, assim como as carnes, as cervejas produzidas no Brasil eram adulteradas e processadas com restos de pombos mortos.

O vídeo é verdadeiro, mas gravado em 2016, na cidade Kazan, na Rússia e foi usado para criar uma notícia que rapidamente circulou entre os usuários brasileiros das redes sociais.

 

  • GRÁVIDA DE TAUBATÉ

Em uma época em que não se falava tanto em fake news, uma notícia falsa chamou a atenção no Brasil. Em 2012, um casal enganou os meios de comunicação anunciando uma gravidez de quádruplos como verdadeira. Rapidamente, surgiram uma imensidade de notícias sobre a grávida de Taubaté, que sustentava uma barriga de tamanho descomunal.

A exposição do casal comoveu o país, mas também ajudou a desmascarar a farsa. Menos de um mês depois, os veículos de comunicação se viram obrigados a desmentir a história que depois de viralizada, enganou muitas pessoas. Até hoje a expressão “grávida de Taubaté” é utilizada para referenciar mentiras e enganações.

Texto: Assessoria de Comunicação Faculdades Ponta Grossa

Deixe uma resposta