Como fazer a transferência de faculdade

Como fazer a transferência de faculdade

Você escolheu uma faculdade, cursou alguns meses, ou até mesmo anos e percebeu que está insatisfeito com a instituição? Não entre em pânico. Isso é algo comum de acontecer, seja por conta da escolha precipitada do curso, ou pelo ensino, estrutura, corpo docente ou qualquer outro motivo de responsabilidade da instituição. Se este é o seu caso, é importante que você não desperdice mais tempo e até mesmo dinheiro, caso você esteja cursando em uma instituição privada.

Se você está decidido a fazer a transferência da sua faculdade para outra instituição, mas não entende o funcionamento de todos os processos? Vamos esclarecer aqui um pouco mais sobre como funciona uma transferência de faculdade.

Transferir a faculdade (transferência externa)

Para fazer a transferência de curso entre duas instituições diferentes, sejam elas públicas ou particulares, podemos dividir o processo em 3 etapas:

1 – Escolha uma boa instituição de ensino

Não cometa o mesmo erro duas vezes. Se você quer mudar de faculdade, faça uma boa pesquisa para descobrir quais instituições próximas a você oferecem o curso que você deseja. Depois disso, analise as informações que você tem de cada instituição, pesquise mais sobre a metodologia, corpo docente e suporte ao aluno de cada uma delas. Se possível, busque saber a opinião de algum amigo ou conhecido que já está cursando, ou cursou na instituição em um passado recente. Após reunir todas as informações necessárias, faça um comparativo, elencando os principais aspectos que você valoriza em uma faculdade e, assim, você já terá uma noção melhor de como fazer sua escolha. Recomendamos que considere os seguintes tópicos: estrutura, corpo docente, suporte ao aluno e ranking do curso em índices como o do Ministério da Educação (MEC). E o mais importante de tudo, questione-se: “Se eu mudar para essa instituição, vou ter o mesmo problema que já vinha tendo na anterior?”.

 

2 – Descubra se mais colegas estão insatisfeitos

             É possível que você não seja o único aluno da sua turma que está insatisfeito, principalmente quando os problemas são de responsabilidade da instituição de ensino. Neste caso, recomendamos pesquisar entre seus colegas, para descobrir se eles também pensam em transferir a faculdade. Se esta for sua realidade e você estiver se transferindo para uma instituição paga, é possível, após reunir um grupo de estudantes, tentar uma negociação para baixar o valor da mensalidade do seu curso. Algumas faculdades, como as FACPG, são bastante flexíveis neste aspecto. Você pode agendar uma reunião conosco junto de seus colegas, basta entrar em contato e solicitar, ligue: (42) 3025-8555 ou 3025-2081.

Você pode não ser o único estudante insatisfeito com seu curso. Imagem: Fox.

Você pode não ser o único estudante insatisfeito com seu curso.
Imagem: Fox.

 

3 – Reúna a documentação necessária

Seja sozinho, ou com mais colegas, você precisará reunir a documentação necessária para dar o processo de transferência e matrícula na nova instituição. Os documentos podem variar, dependendo dos requisitos de cada faculdade, mas de um modo geral são os mesmos. Por exemplo, para o aluno se transferir para as Faculdades Ponta Grossa, é necessário reunir os seguintes documentos:

– Histórico original e atualizado;

– Atestado de vínculo;

– Planos de ensino das disciplinas já cursadas e aprovada

Aguarde pelo final do período, leve os documentos listados e inicie o processo de transferência, que levará menos de 30 dias para ser finalizado. Lembrando que você pode realizar o aproveitamento de disciplinas se assim preferir. Mas também pode refazer todas as matérias, caso seja do seu interesse. Depois disso, tudo certo! Agora é só usufruir dessa nova etapa da vida acadêmica.

 

Um caminho diferente: vestibular

Caso você, por algum motivo de força maior, não queira solicitar a transferência, pode realizar um novo vestibular e, caso seja aprovado, basta trancar o curso na antiga faculdade.

 

Transferir o curso (transferência interna)

As transferências internas, são apenas a mudança de curso realizadas dentro da mesma instituição. Neste caso, as preocupações são semelhantes: verifique quais são as vantagens e desvantagens do novo curso que você pretende fazer. Entenda as possibilidades de carreira, quais as perspectivas para esta futura profissão, mercado de trabalho, salários, etc. Mas acima de tudo, você deve buscar a auto-realização. Opte por uma profissão que te deixe feliz e que você não se lamente todos os dias por estar fazendo algo que não te satisfaz. Se você encontrou, dentro da própria instituição de ensino que você já estuda, o novo curso que você deseja, solicite a transferência na secretaria acadêmica. Também pode ser possível que você faça o aproveitamento de algumas matérias, dependendo da relação entre seu curso antigo e novo.

 

Mas vale a pena mudar?

Se você está insatisfeito, vale sim! Não importa se está no início ou no meio do curso. Se você não está feliz, seja com o próprio curso, ou com sua instituição de ensino atual, pode e deve encontrar novas opções, o mais importante é estar feliz com o que se está cursando, no lugar onde está cursando.

Existem casos onde a escolha do curso foi feita com grande influência dos pais sobre os filhos. Devido a esta pressão, o aluno acaba fazendo algo que não lhe satisfaz e é comum o desejo pela transferência. Se você é pai ou mãe e deseja ajudar seu filho na transferência de curso, lembre-se de não o pressionar para uma escolha precipitada só porque você quer. Seja um conselheiro! Recomendamos o artigo: Devo escolher a faculdade dos meus filhos? Este post fará você ajudá-los a tomar a decisão certa.

 

Lembrando que as dicas listadas aqui não se aplicam no processo de transferência para uma faculdade de outro país, que é muito mais complexo e burocrático.

Transferir a faculdade

Você tem interesse em se transferir para as Faculdades Ponta Grossa? Clique no botão e ligaremos para você para auxiliar no processo de transferência.